marcha pra jesus 2012marcha pra jesus 2012marcha pra jesus 2012marcha pra jesus 2012marcha pra jesus 2012marcha pra jesus 2012

Pages

30 Lugares para se fotografar em São Paulo

Hoje eu estava pensando em lugares para se fotografar aqui em São Paulo. Depois de uma pesquisa rápida, acabei relacionando alguns locais que  são muito interessantes. Em alguns eu já fui, e principalmente à noite é muito compensador. É lógico que existem outras opções, mas esses ficam para um próximo post.

Os lugares com foto eu já fui e quero voltar neles algum dia, os  sem foto quando eu for coloco foto aqui.

Foto Local Endereço Horário Tel:
1 Bolsa de Valores de São Paulo – Bovespa Rua XV de Novembro, 275 segunda a sábado, das 10h às 17h 3233-2000
2 Capela do Morumbi Avenida Morumbi, 5387 terça a domingo, das 9 às 17h 3772 4301
3 Casa das Rosas Avenida Paulista, 37 Terça a sexta, das 10h às 22h. Sábados e domingos, das 10h às 18h 3285-6986/3288-9447
4 Casa do Grito e Capela Imperial Parque da Independência Terça a domingo, das 9h às 17h 6165-8000
5 Casa do Tatuapé Rua Guabijú, 49, Tatuapé terça a domingo, das 9 às 17h 2296 4330
6 Edifício Copan Avenida Ipiranga, 200 3259-5917/32576169
7 Correios Edifício dos Correios e Telégrafos Avenida Prestes Maia com Av. São João 3831-5522
8 Edifício Itália Av. Ipiranga, 344 2189-2997/2189-2998
9 Edifício Martinelli Avenida São João, 33 Segunda, Terça e Sexta – das 9h30 as 11h30 e das 14h30 as 16h30 

Sábado – Até as 13h00

3104-2477
10 Luz Estação da Luz Praça da Luz 3326-0775
11 Estação Júlio Prestes Rua Mauá, 51
Antiga Estação Júlio Prestes
3351-8000
12 Horto Florestal Rua do Horto, 931 – Tremembé todos os dias das 6 as 18 horas 6231-8555
13 Instituto Butantan Av. Vital Brasil, 1.500 – Butantã De 3ª feira a domingo das 9:00 as 16:30 horas 3726-7222
14 Jardim Botânico Av. Miguel Stéfano, 3031/3687 – Água Funda De 3ª feira a domingo das 9:00 as 18 horas 5584-6300, ramal 229
15 Largo São Bento Metro São Bento
16 Mercado Municipal Mercado Municipal Rua da Cantareira, 306 Ver no site 3313-3365 ramal 238
17 Mosteiro da Luz Av. Tiradentes, 676/688 3311-8745
18 Parque do Ibirapuera Parque do Ibirapuera Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n todos os dias, das 5h às 24h. 5573 – 4180
19 Parque da Independência Av. Nazareth, s/n – Ipiranga 5h às 20h/ %h às 21h (verão) 2273-7250
20 Pateo do Collegio Praça Pateo do Collegio 3105-6898
21 Praça da República Praça da República Feira de arte e artesanato aos sábado e domingos, das 9h às 17h
22 Praça da Sé Praça da Sé
23 Solar da Marquesa Rua Roberto Simonsen, 136 3396-6047
24 Theatro Municipal Praça Ramos de Azevedo, s/nº 3397-0300
25 Torre do Banespa Rua João Brícola, 24 - Centro segunda a sexta, das 10h às 15h 3249-7180
26 Vale do Anhangabaú Metrôs Anhangabaú e/ou São Bento
27 Viaduto do Chá Vale do Anhangabaú
28 Viaduto Santa Ifigênia Viaduto Sta. Efigênia
29 zoologico Zoológico Avenida Miguel Stéfano, 4241 – Água Funda de terça a domingo das 9:00 às 17:00 horas 5073-0811
30 Zôo Safári Av. Cursino, 6.338 – Vila Moraes de terça a domingo das 9:00 às 17:00 horas 2336-2131/2336-2132


5 comments to 30 Lugares para se fotografar em São Paulo

  • Gustavo

    A respeito da possibilidade (ou impossibilidade) de se fotografar na Casa das Rosas:

    A Secretaria de Estado da Cultura ( à qual estamos submetidos ) nos adverte de que poderemos sofrer represálias se permitirmos qualquer nova associação da imagem
    da Casa das Rosas a ensaios fotográficos e portfólios de divulgação/promoção de caráter pessoal, mesmo que de restrita abrangência e sem fins comerciais.
    Apenas ensaios sobre a própria Casa, sua arquitetura e atividades podem ser permitidos, sem qualquer forma de figuração, encenação, enfoque em modelos ou atores, retrato, simulação de atitudes, situações etc.
    Já houve casos em que fotos desse teor acabaram sendo postadas em blogs e sites pessoais, foram vistos pela Sec. e geraram muitos problemas, inclusive com a reprovação de outras instituições que são geridas conforme as mesmas diretrizes que nos balizam e que também são orientadas a não permitir a utilização de seu espaço como ‘cenário’.
    Infelizmente, se abrirmos uma exceção teremos que permitir todos os outros ensaios semelhantes, para cuja autorização somos consultados com enorme frequência !!
    Somos um Centro Cultural público, com perfil e missão definidos. Não há lógica, nem correção ética em permitir alguns projetos individuais e vetar outros.
    A Casa é de todos e, paradoxalmente, justamente por isso, somos forçados a evitar instâncias com potencial de replicação, do tipo “se fulano fez, então eu também posso/quero fazer”.
    A frequência e acúmulo dessas sessões de fotografia terminariam, inclusive, por comprometer a realização das atividades próprias à nossa atribuição!
    Contamos com sua compreensão e colaboração quanto a esta situação!!
    Esperando que, apesar da presente recusa, mantenha sua admiração e apreço pela Casa, desejo-lhe muita sorte na escolha de outro cenário igualmente adequado
    ao seu projeto.

    Ou seja, 29 lugares para se fotografar em SP.

  • Ernesto Alves

    Discordo totalmente da política adotada por certos órgãos públicos quanto à liberdade de se fotografar nos próprios do Estado, abertos à visitação pública. Seja para fins comerciais ou não.

    Creio que ninguém se oporia à necessidade de agendamento prévio, em dias determinados, para as fotos comerciais, grandes produções ou realizadas por grandes grupos de pessoas. Agora proibir que um fotógrafo queira utilizar o cenário dos espaços públicos para suas pequenas produções, beira o ridículo.

    Evidentemente, os municípios, Estados e o próprio País têm problemas muito mais sérios para resolver, mas ão custa lembrar que os espaços que o Estado administra são adquiridos/construídos/mantidos com dinheiro dos contribuintes. Se nosso país almeja realmente um lugar no bloco do primeiro mundo, coisa que certamente ainda levará muitos e muitos anos para acontecer, seria providencial que nossos administradores pensassem mais a fundo nas diferenças que devem existir entre os conceitos de público e privado e pensassem duas vezes antes de impor esse tipo de decisão.

  • Ernesto Alves

    Discordo totalmente da política adotada por certos órgãos públicos quanto à liberdade de se fotografar nos próprios do Estado, abertos à visitação pública. Seja para fins comerciais ou não.

    Creio que ninguém se oporia à necessidade de agendamento prévio, em dias determinados, para as fotos comerciais, grandes produções ou realizadas por grandes grupos de pessoas. Agora proibir que um fotógrafo queira utilizar o cenário dos espaços públicos para suas pequenas produções, beira o ridículo.

    Evidentemente, os municípios, Estados e o próprio País têm problemas muito mais sérios para resolver, mas não custa lembrar que os espaços que o Estado administra são adquiridos/construídos/mantidos com dinheiro dos contribuintes. Se nosso país almeja realmente um lugar no bloco do primeiro mundo, coisa que certamente ainda levará muitos e muitos anos para acontecer, seria providencial que nossos administradores pensassem mais a fundo nas diferenças que devem existir entre os conceitos de público e privado e pensassem duas vezes antes de impor esse tipo de decisão.

  • Tudo isso aconteceu na gestão do sr Kassab. Mas a maioria dos paulistanos votaram nele. Agora,mesmo quem não votou nesse sujeito,sofre as consequencias

  • Lamentável e repugnante! A arte e o espaço público não pode receber censura…

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>